Papo de Tênis: Brasil em ação com chances de medalha nas quadras...

Papo de Tênis: Brasil em ação com chances de medalha nas quadras olímpicas  

67
0
COMPARTILHAR

Olá simpatizantes e amantes do tênis!
​Vamos conversar um pouco sobre as chances do tênis brasileiro nas olímpiadas do Rio 2016.

​Mais uma vez nossas maiores chances estarão, literalmente, nas mãos dos nossos duplistas, Bruno Soares e Marcelo Melo. Apesar de não jogarem o circuito juntos, eles se conhecem muito bem e podem surpreender nos jogos. Minha dúvida é saber lidar com a pressão da torcida que, com certeza, sabe que nossa maior chance será com eles. Eles vão estrear contra uma dupla da Tailândia, e na segunda rodada poderão enfrentar a dupla da Sérvia, ou seja, Novak Djokovic, dá para ganhar com certeza, vamos torcer!


​O nosso número 1, Thomas Bellucci, para sonhar com alguma medalha precisar jogar o fino da bola, saber usar a torcida a seu favor e ter a cabeça no lugar. Pelo histórico de jogos do mesmo, percebemos que o fator casa nem sempre o favorece, já assisti jogos extremamente “ganháveis” e o nosso Thomas perdeu. Uma boa informação é que ele cresce quando joga contra os Tops. Ele vai jogar contra o bom alemão Dustin Brown, em condições normais ele deve ganhar. Ele também está na chave de duplas junto com André Sá, mas deram um azar grande ao encarar na estreia a dupla cabeça de chave número 2, os irmãos Murray. Vamos torcer!


​O nosso número 2 nas olímpiadas, Rogerinho Dutra Silva, vai encarar o desconhecido italiano, Thomas Fabbiano, a princípio o brasileiro deveria ganhar, vamos ver o que acontece. O piso das olímpiadas é o duro/rápido, Rogerinho prefere o saibro. Torci muito pela recuperação do João Souza, o feijão, mas ele não vem tendo uma boa temporada, acho ele muito mais vibrador e ele saberia usar a torcida a seu favor, uma pena a ausência dele. Vamos torcer!


​Teliana Pereira, nossa número 1, vai ter uma estreia muito dura contra a francesa Caroline Garcia, tem que colocar o coração na raquete e surrar a bola, confio nela, é uma guerreira. Nas duplas ela jogará ao lado de Paula Gonçalves e enfrentarão uma dupla espanhola duríssima Muguruza/Suarez Navarro, mais uma vez tem que colocar o coração na raquete e fazer o jogo de suas vidas, eu acredito! Vamos torcer! 

Vamos Brasil!

Weverson Pinheiro – colunista

Deixe uma resposta