Surfista potiguar com chances de assumir liderança do ranking mundial

Surfista potiguar com chances de assumir liderança do ranking mundial

92
0
COMPARTILHAR

O surfista de Baía Formosa/RN, Ítalo Ferreira, está aguardando as condições ideias para a terceira fase da etapa brasileira do Circuito Mundial, em Grumari/RJ. As competições seguem suspensas e vários brasileiros ainda tem chances de título da etapa, como Gabriel Medina (Campeão Mundial 2014) e Adriano de Souza (Atual campeão mundial), e o vencedor do Rio Pro 2015, Filipe Toledo. O potiguar Jadson André, de Ponta Negra Natal, foi eliminado na segunda fase pelo também brasileiro Caio Ibeli. O rei de Formosa é o atual terceiro colocado do ranking e se for campeão do Rio Pro segue o WORLD Tour como Líder.

Ítalo Ferreira é o terceiro mo ranking mundial 2016 (©WSL / Smorigo)
Gabriel Medina no backflip nota 10 (©WSL / Smorigo)
 (©WSL / Smorigo)
Jadson Andreé perdeu por centésimos a sua bateria

Pela primeira vez na história do Circuito Mundial, um surfista completou o difícil aéreo backflip em baterias do Samsung Galaxy World Surf League Championship Tour. E só poderia valer nota 10 para Gabriel Medina, que já havia recebido 9,40 num aéreo full rotation para se tornar o recordista absoluto do Oi Rio Pro apresentado por Corona no Rio de Janeiro. O sábado foi o primeiro dia da etapa brasileira no Postinho da Barra da Tijuca e a primeira bateria foi vencida por Adriano de Souza. Além dos campeões mundiais, Caio Ibelli, Miguel Pupo e Deivid Silva, também passaram para a terceira fase. Deivid barrou Matt Wilkinson e abriu a chance de Italo Ferreira tirar a lycra amarela do Jeep Rankings Leader do australiano no Brasil.


Gabriel Medina no backflip nota 10 (©WSL / Smorigo)

CONFRONTOS BRASILEIROS – Os confrontos brasileiros vão continuar na terceira rodada do Oi Rio Pro. Serão mais três como na segunda fase, ou seja, três já estão certos que terão duas chances de classificação para as quartas de final, mas três ficarão em 13.o lugar na etapa brasileira da World Surf League, com 1.750 pontos e 10.500 dólares de prêmio. O primeiro será entre o campeão mundial Adriano de Souza e o carioca Lucas Silveira, que o derrotou na primeira fase disputada terça-feira nas ondas de Grumari. Eles voltam a se enfrentar na sexta bateria da terceira fase e agora só um prosseguirá na disputa do título.

Na disputa seguinte, Italo Ferreira agora com chance de assumir a ponta do ranking se vencer o Oi Rio Pro, enfrenta o baiano Marco Fernandez, o primeiro a derrotar Matt Wilkinson na capital carioca esse ano. O segundo foi o paulista Deivid Silva, que eliminou o australiano no sábado e agora vai fechar a terceira fase com o recordista absoluto e dono da primeira nota 10 da etapa brasileira da World Surf League esse ano, o campeão mundial Gabriel Medina. 

A próxima chamada será às 7h da manhã desta segunda (16/05). A terceira fase já vai começar quente, com o defensor do título do Oi Rio Pro, Filipe Toledo, enfrentando ao italiano Leonardo Fioravanti, que no momento lidera o ranking do WSL Qualifying Series que classifica dez surfistas para a elite dos top-34 da World Surf League. Outro vencedor da etapa brasileira nas ondas do Postinho, o havaiano John John Florence, entra na segunda bateria com o catarinense Alejo Muniz. Na quarta, Caio Ibelli enfrenta outro novato na elite deste ano, Ryan Callinan, da Austrália. E Miguel Pupo pega mais um estreante na oitava, o norte-americano Kanoa Igarashi. 

TERCEIRA FASE – Derrota=13.o lugar com 1.750 pontos e US$ 10.500 de prêmio:

1.a: Filipe Toledo (BRA) x Leonardo Fioravanti (ITA)

2.a: John John Florence (HAV) x Alejo Muniz (BRA)

3.a: Nat Young (EUA) x Dusty Payne (HAV)

4.a: Caio Ibelli (BRA) x Ryan Callinan (AUS)

5.a: Stu Kennedy (AUS) x Davey Cathels (AUS)

6.a: Adriano de Souza (BRA) x Lucas Silveira (BRA)

7.a: Italo Ferreira (BRA) x Marco Fernandez (BRA)

8.a: Kanoa Igarashi (EUA) x Miguel Pupo (BRA)

9.a: Sebastian Zietz (HAV) x Adam Melling (AUS)

10: Jordy Smith (AFR) x Jack Freestone (AUS)

11: Michel Bourez (TAH) x Matt Banting (AUS)

12: Gabriel Medina (BRA) x Deivid Silva (BRA) 

Deixe uma resposta