Papo de Tênis: Nadal e a terra batida, uma história de amor....

Papo de Tênis: Nadal e a terra batida, uma história de amor. Bellucci bate na trave.

93
0
COMPARTILHAR

 

Papo de Tênis: Nadal e a terra batida, uma história de amor. Bellucci bate na trave.

Olá simpatizantes e amantes do tênis! Nadal e a terra batida. Hoje começa a temporada dos grandes torneios no saibro e logo vem à mente o maior de todos nesse piso, Rafa Nadal! O touro de miúra enquanto estiver jogando seja em qualquer nível, sempre será o homem a ser batido. Sua história não me deixa mentir, vamos contar um pouco dela…

Nadal detém hoje recordes que serão bem difíceis de serem batidos. Na era aberta, ou seja, na era do profissionalismo do tênis, o espanhol é o maior vencedor de alguns torneios da ATP e os números impressionam, vamos a eles. Em Monte-Carlo, torneio que começa hoje, ele tem 9 títulos, em Barcelona ele tem 9 títulos, em Roland Garros ele tem 9 títulos, é incrível! Quem se aproxima dele como maior campeão de um torneio é Roger Federer que na grama de Halle tem 8 títulos.

A temporada do espanhol está sendo muito boa, apesar dos vice-campeonatos no início do ano. Agora ele chegará com a confiança lá em cima para tentar levar títulos no seu piso favorito. Quem pode estragar a festa são os melhores do mundo que estão voltando, Andy Murray e Novak Djokovic, mas será que estão com esse ritmo para encarar o touro? Outro cara que vejo como uma ameaça a Nadal é o austríaco Dominic Thiem, da nova geração ele é o melhor nesse piso.

Todos esses torneios no saibro culminará no Grand Slam mais charmoso e mais feliz para os brasileiros, Roland Garros. Lá estarão todos, até Roger Federer, que resolveu não disputar nenhum campeonato até lá, para descansar. Será um GS histórico, pois Nadal pode abocanhar seu décimo título na França e o décimo quinto grand slam no total e se aproximar de Federer que se distanciou com dezoito. Ficaremos de olho.

Tênis Brazuca!

Hoje nosso número 1, Thomaz Bellucci, fez a final do torneio de Houston, ATP 250, no saibro, contra o americano Steve Johnson. Ele bateu na trave! Teve o jogo na mão, porém não foi consistente e perdeu para o americano(Com câimbras!!!!!!) que conseguiu levar para o terceiro set, tie-break e venceu. Apesar da real chance de vencer, o que nos deixa triste é claro, é um bom resultado para Thomaz, vai somar importantes pontos no ranking. O bom e velho saibro sempre nos dá alguma alegria. Para encerrar preciso citar Thiago Monteiro, que também em Houston fez uma campanha razoável chegando à segunda rodada.

Vamos!

Weverson Pinheiro

 

Deixe uma resposta