Mineirinho já está nas quartas do Rio Pro

Mineirinho já está nas quartas do Rio Pro

162
0
COMPARTILHAR
Gabriel Medina of Brazil will surf Round Five after placing third in Heat 1 of Round Four of the Oi Rio Pro at Saquarema, Rio de Janeiro, Brazil.

A australiana Tyler Wright conquistou o bicampeonato do Oi Rio Pro no domingo (14/05) de praia lotada e boas ondas de 3-4 pés em Itaúna, Saquarema, na Região dos Lagos do Rio de Janeiro. Foi o terceiro título da atual campeã mundial na etapa brasileira do World Surf League Championship Tour apresentada por Corona, pois a primeira vitória foi em 2013, quando o evento ainda não tinha o patrocínio “naming rights” da Oi. Com os 10.000 pontos de Saquarema, Tyler Wright passa a dividir a liderança do ranking com Stephanie Gilmore.

Depois da final feminina contra a francesa Johanne Defay, começou a batalha por vagas para as quartas de final masculinas e Adriano de Souza ganhou a primeira, na bateria brasileira com o também campeão mundial Gabriel Medina e outro paulista, Wiggolly Dantas. Os três deram um show para o público que compareceu em peso na Praia de Itaúna no Dia das Mães. Wiggolly largou na frente, até Mineirinho surfar sua primeira onda que valeu 8,67. 


Com uma escolha impecável das melhores ondas que entraram na bateria, Adriano surfou uma direita com o mesmo ataque de manobras potentes para tirar nota 8,60 e atingir imbatíveis 17,27 pontos. Medina passou então a arriscar os aéreos para delírio da torcida e no melhor deles recebeu a maior nota da bateria – 9,0. Wiggolly também mostrou a força das suas manobras de frontside nas esquerdas e de backside nas direitas de Itaúna e conseguiu 8,77 em sua última onda para terminar em segundo lugar com 16,54 pontos, contra 16,53 de Medina.


Apesar das derrotas, esta quarta rodada é classificatória e a vitória vale passagem direta para as quartas de final, mas os perdedores têm uma segunda chance de classificação na quinta fase. Wiggolly Dantas e o australiano Joel Parkinson vão disputar a primeira bateria e quem vencer enfrentará Adriano de Souza na abertura das quartas de final do Oi Rio Pro. A segunda será mais um confronto 100% brasileiro na Praia de Itaúna, entre Gabriel Medina e Yago Dora, valendo vaga para o duelo com Mick Fanning. O tricampeão mundial achou boas ondas para mostrar o seu surfe de borda agressivo, sempre usando muita força nas manobras para tirar notas 9,5 e 8,0 e superar Joel Parkinson e, principalmente, o ataque aéreo de Yago Dora.


As outras vagas diretas para as quartas de final disputadas no domingo em Saquarema foram conquistadas pelos australianos Adrian Buchan e Owen Wright. Adrian derrotou o sul-africano Jordy Smith por pouco – 15,67 a 15,24 – na bateria que outro australiano ficou em último, Matt Wilkinson. Owen tirou a maior nota do dia – 9,73 – para vencer essa bateria que fechou o domingo na Praia de Itaúna por 17,23 pontos, contra 16,83 do norte-americano Kanoa Igarashi e 15,94 do australiano Julian Wilson. Os derrotados também terão outra chance de avançar para as quartas de final na quinta fase do Oi Rio Pro. A primeira chamada para a segunda rodada classificatória será as 6h45 da segunda-feira em Saquarema.


Owen Wright é um dos dois únicos surfistas que podem tirar a lycra amarela do Jeep WSL Leader de John John Florence no Brasil. O australiano divide o segundo lugar no ranking com Jordy Smith e, para ultrapassar o havaiano, ambos precisam chegar nas semifinais da etapa brasileira apresentada por Corona e patrocinada pela Oi na “Capital Nacional do Surf”. Owen já deu o primeiro passo para isso, enquanto o sul-africano ainda terá que passar por Julian Wilson na quinta fase para voltar a enfrentar Adrian Buchan nas quartas de final. 


SOBRE A WORLD SURF LEAGUE – A World Surf League (WSL), antes denominada Association of Surfing Professionals (ASP), tem como objetivo celebrar o melhor surf do mundo nas melhores ondas do mundo, através das melhores plataformas de audiência. A Liga Mundial de Surf, com sede em Santa Mônica, na Califórnia, atua em todo o globo terrestre, com escritórios regionais na Austrália, África, América do Norte, América do Sul, Havaí, Europa e Japão. 

Para mais informações, visite o WorldSurfLeague.com

Fotos: (@WSL / Poullenot) / (@WSL / Daniel Smorigo)

————————————————————–

——————————————————————
QUARTA FASE DO OI RIO PRO – Vitória=Quartas de Final / 2.o e 3.o=Quinta Fase:

1.a: 1-Adriano de Souza (BRA)=17.27, 2-Wiggolly Dantas (BRA)=16.54, 3-Gabriel Medina (BRA)=16.53

2.a: 1-Mick Fanning (AUS)=17.50, 2-Yago Dora (BRA)=15.13, 3-Joel Parkinson (AUS)=12.54

3.a: 1-Adrian Buchan (AUS)=15.67, 2-Jordy Smith (AFR)=15.24, 3-Matt Wilkinson (AUS)=12.66

4.a: 1-Owen Wright (AUS)=17.23, 2-Kanoa Igarashi (EUA)=16.83, 3-Julian Wilson (AUS)=15.94
QUINTA FASE – Vitória=Quartas de Final e Derrota=9.o lugar com 4.000 pontos e US$ 13.700:

1.a: Joel Parkinson (AUS) x Wiggolly Dantas (BRA)

2.a: Gabriel Medina (BRA) x Yago Dora (BRA)

3.a: Jordy Smith (AFR) x Julian Wilson (AUS)

4.a: Matt Wilkinson (AUS) x Kanoa Igarashi (EUA)
QUARTAS DE FINAL – 5.o lugar com 5.200 pontos e US$ 16.500 de prêmio: 

1.a: Adriano de Souza (BRA) x vencedor da 1.a bateria da Quinta Fase

2.a: Mick Fanning (AUS) x vencedor da 2.a bateria da Quinta Fase

3.a: Adrian Buchan (AUS) x vencedor da 3.a bateria da Quinta Fase

4.a: Owen Wright (AUS) x vencedor da 4.a bateria da Quinta Fase

Deixe uma resposta