Artigos

Artigos

Artigo: Obrigado, Doutor Milton!

0
Dr. Milton Marques - foto Célio Duarte

ARTIGO

Obrigado, Doutor Milton!

Freire Neto – um aprendiz!

Obrigado, doutor Milton! Não tive como me despedir, nem esperava que fosse assim, mas tenho a obrigação de fazer, escrever e expressar. Desde a perda do meu pai, meu amigo, não me sentia tão triste e abalado, mas é importante que saibas, sou muito grato a tudo que fizeste por mim e minha família. Aprendi muito contigo e me orgulho de poder estar presente e representando alguns dos seus projetos e suas ideias e estarei sempre à disposição do seu legado, das suas filhas, de Dona Zilene e todos que de mim precisar.

Não pude responder e transmitir como Baraúnas e Potiguar terminaram o Estadual 2017, como sempre o fiz nesses 3 anos. Mas toda torcida mossoroense sente a sua falta e a sua força, seu apoio e seus gestos. Sentirei falta, meu amigo, das nossas conversas, planos e ideias debatidas, avaliadas e na sua confiança. O futebol, Mossoró e o RN estão de luto. E todos te agradecem.

Obrigado, professor, doutor, chefe, amigo, mestre. Em 2014, conheci em sua sala. E o mesmo me perguntou se eu me via trabalhando na TCM. E não tive dúvidas. Após alguns minutos de conversa, me vi ao lado de um grande homem, profissional, pessoa e gestor. Ouvia e falava. Elogiava e criticava. Ensinava e aprendia. Tenho muito orgulho e gratidão de poder conviver contigo, professor.

A humildade e a simplicidade eram suas principais virtudes, e porque não falar da bondade, servidão e genialidade. Um dos empresários mais humanos e visionários que eu conheci. Obrigado, mestre. Suas palavras e seus ensinamentos jamais serão esquecidos e sim perpetuados, multiplicados.

Descanse em paz, professor. Sua missão foi cumprida e seu legado será continuado. A comunicação e a mídia tenho certeza também sofrem e perdem um dos maiores apaixonados, visionários e empreendedores que eu tive a oportunidade de conhecer, conviver e ter honra de ser funcionário.

Milton Marques de Medeiros

Sejamos fortes e peçamos a Deus, força, luz, discernimento e inspiração positiva para as suas filhas Camila, Cibele, Taliana e Stella Maris, e a sua companheira, amiga, parceira e esposa, Zilene Medeiros. Sempre em frente, com fé, amor e atitude positiva. E contem sempre comigo. Obrigado, amigo. Ave eternamente Milton Marques de Medeiros.

Nascido em Upanema, em 9 de julho de 1940, Milton Marques se formou em medicina, exercendo a psiquiatria por 35 anos. Ex-reitor da UERN (Universidade do Estado do Rio Grande do Norte), ele atuou ainda em várias academias e entidades, como a ACJUS (Academia de Ciências Jurídicas e Sociais de Mossoró), ICOP (Instituto Cultural do Oeste Potiguar), ASCRIM (Associação de Escritores de Mossoró). Venerável da centenária Loja Maçônica 24 de Junho, professor Milton Marques tem formação acadêmica também em Direito. Empresário do ramo salineiro, da radiodifusão e telecomunicações, Milton Marques fundou o Sistema Oeste de Comunicação que opera rádios em Mossoró, Assú e Apodi, além da TV Cabo Mossoró, promotora de TV por assinatura, internet e do Canal próprio TCM 10 HD.

​Por quê não deu para o Potiguar de Mossoró?

0

Freire Neto – Jornalista

Por quê não deu para o Potiguar de Mossoró? E após duas decisões, 180 minutos, o ABC confirmou o favoritismo e levantou o título e a taça da Copa RN, segundo turno, do Campeonato Estadual. Os comandados de Geninho fizeram o dever de casa no primeiro jogo, ainda no domingo (16/04), ao aproveitar todas as falhas do Potiguar e construído o placar de 4×0. O Time Macho criou muitas oportunidades e até tentou superar o alvinegro de Ponta Negra, mas sem efetividade, objetividade e sem eficiência. Não há bruxas, ou culpados, principalmente entre os atletas. Infelizmente, para a torcida vermelha de Mossoró, Davi não conseguiu bater Golias no campo. Isso mesmo. A estrutura, as condições, os investimentos e o departamento de futebol do ABC está anos a frente de qualquer clube do RN. E isso faz diferença. Esses detalhes decidem jogo: centro de treinamento, moradia, alimentação, profissionais a disposição, equipe multidisciplinar, projeto, planejamento, recursos e etc, etc, etc.

Potiguar viveu bons e maus momentos no Estadual 2017

No segundo jogo, valia vaga na Série D em 2018 e Copa do Brasil, e uma cota superior a R$500 mil reais para disputar uma das competições mais rentáveis do país. Bastava uma vitória simples para superar o América na classificação geral. O ABC não fez força e mesmo sem boa parte dos titulares, o Potiguar desperdições inúmeras oportunidades e ainda sofreu 2 gols após novos vacilos e perdeu de novo: 2×1, com Luan descontando para o Time Macho.

Emanoel Sacramento teve a melhor média entre os 4 técnicos: 75% de aproveitamento, 3 vitórias e 2 empates
O Potiguar teve 4 técnicos em 4 meses, dois em cada turno. Reformulou praticamente o time titular de um turno para o outro. Montou rapidamente um grupo forte e competitivo, saindo das últimas posições da competição no fim da Copa Cidade do Natal, para a disputa do turno na Copa RN. No meio do caminho, com uma sequencia de 3 vitórias e 2 empates, resolveu mudar o comandante técnico, que treinara e organizara o time: empatou com o arquirival Baraúnas 2×2 e com o rebaixado Alecrim 0x0, no Nogueirão. Divergências de pensamentos, empates em casa, e outras justificativas foram colocadas em questão. E para surpresa de todos, demitiu o treinador invicto e com 75% de aproveitamento. Mas manda quem pode (E tem dinheiro), obedece quem tem juízo.
Robert e Giovani comemoram um dos gols do atacante que chegou com excelente média
 Na sequencia, derrota por 3 x 0 para o Globo em Ceará Mirim, vitórias para ABC e Santa Cruz. E derrotas para o ABC na decisão: 4×0 e 2×1. Em 16 jogos disputados pelo Estadual 2017, o Potiguar venceu 6, empatou 3 e perdeu 7. Marcou 21 gols e sofreu 27. Os destaques foram os zagueiros, isso mesmo, Cláudio Baiano, Joseph e Lucas Cunha. Monstros. Titulares em qualquer equipe do RN. Sidney, um pitbull, dedicado, guerreiro e determinado. Jozicley regular e eficiente, mas em alguns momentos se perdeu em campo. Sabão e Robert são diferenciados, sendo que o último caiu demais de produção nos últimos e decisivos jogos. E Giovani, o Gigio, que jogou de tudo em 2017. Atacante, meia, volante e até lateral. Um guerreiro que merece meu destaque e a menção honrosa, sempre se doando e se dedicando ao time. Inclusive se sacrificando para ajudar a equipe.
Goleiro sofreu 27 gols em 16 jogos disputados no Campeonato Potiguar 2017, média de 1,69 por jogo

Mas, contudo, todavia, entretanto, o ponto crucial, determinante e que precisa ser repensado para as próximas competições está entre os postes, no gol. O goleiro. Para mim, toda equipe vencedora precisa de um arqueiro eficiente e que passe confiança. E em 2017, pelo menos no Estadual, o Potiguar não teve.

Contudo, o time de gladiadores vermelhos esteve próximo de garantir vaga na Copa do Brasil, por causa da campanha do segundo turno, mas ficou no quase de novo. E agora, busca reunir forças e se organizar para pensar em disputar ou não a Série D do Campeonato Brasileiro ou já iniciar o planejamento para 2018. Terça-feira, 25/04, haverá reunião entre os diretores, abnegados e parceiros. A Série D começa no dia 21/05 e caso o Potiguar não dispute a competição, o Baraúnas já demonstrou interesse em participar. Vamos aguardar e esperar. E você? O que pensa de tudo isso? O que os clubes de Mossoró precisam fazer para buscar autonomia financeira e econômica? Comente, curta e compartilhe sua opinião. Senta a Pua! E um pensamento, ou tópico para reflexão: liderar, dirigir, comandar requer renúncias, confiança, humildade e visão ampla e completa de tudo. Ninguém faz ou conquista nada sozinho. Jogador ou técnico pode até decidir 1 jogo, mas apenas um time/grupo unido e comprometido ganha campeonato.
Durante os 4 primeiros jogos da COPA RN, time estava forte e unido. Empates em casa complicaram a campanha e a paz interna da equipe.

Artigo: O preço das ideias e das soluções!

0

Trabalhar com serviço e comunicação realmente não é nada fácil. Valorizar e mensurar o trabalho desenvolvido é tarefa das mais árduas e complexas que já vi. Em 2017, eu completo 20 anos de atividades, experiência e ação no jornalismo e na comunicação. Duas décadas. Várias copas do mundo e olimpíadas, entre muitas competições, muitos eventos já se passaram nesse período, assim como projetos e soluções viabilizados. Meu pai sempre me disse que a “experiência e o kow how eram atalhos na vida”, pena que nem todo mundo pensa assim e valoriza isso. E esta semana escutei e vi “coisas” que me inspiraram a escrever este artigo. Sempre busquei criar projetos, ideias e soluções, aliás gosto disso. Além é claro de criar e liderar equipes. Formar grupos, gerir pessoas e ensinar. Mostrar como se faz e ensinar a pescar, pescando junto, é claro e depois, seguindo em frente. Supervisionando, observando, criando outros projetos, outras ideias e soluções.

Gosto disso. E aí, trago isso para o debate. O que é mais fácil? Mais comum? Colocar a mão na massa, executar, fazer o mecânico do dia a dia, ou criar, inovar, solucionar, motivar, direcionar, dirigir, gerir, liderar, buscar, vender? Enfim. Cada serviço e função tem sua importância, mas acredito que executar e colocar em ação no dia a dia é bem mais trivial do que desenvolver ideias viáveis e soluções. Ou não? E quanto vale o show? Quanto vale uma ideia rentável e eficiente? Dois grandes amigos e gurus, Álvaro Cirne e Fred Alecrim sempre me disseram que esse era o meu grande desafio: quantificar, valorizar e saber “vender” e valorar as ideias e soluções.

Apesar de todas as dificuldades, obstáculos e até falta de valorização, a satisfação de ver projetos virando realidade, pessoas “dando certo”, crescendo profissionalmente e pensamentos acontecendo, para um sonhador, pensador, pró-ativo, vale mais, muito mais, do que os valores que por ventura “paguem” ou sejam trabalhos e soluções reconhecidos. Uma amiga jornalista, Lisiane Mosmann, sempre me disse: “O importante é que você tem a consciência de que está fazendo a coisa certa e se sente feliz em faze-lo”!

E a vida continua! O tempo, ah, o tempo passa, o tempo voa, ele nunca para! E para quem pensa, cria, realiza, soluciona e tem o talento de construir e agir as oportunidades se abrem e se apresentam sempre. Acredite. Seja grato, honesto, sincero, pro-ativo e Senta a Pua!

A CURA EMPRESARIAL

Viva a Chape, eternamente! Somos todos Chapecoense!

0

Viva a Chape, eternamente! Um 29 de novembro que ninguém queria que acontecesse. No melhor momento da história do Clube de Chapecó, indo para a primeira partida da final da Copa Sulamericana, a aeronave é obrigada a fazer um pouso forçado na Colômbia. Uma tragédia sem tamanho. Um sentimento de tristeza, surpresa e consternamento tomou conta do mundo. Uma vontade danada das informações que apareciam no twitter fossem mentiras. Passei a madrugada atônito e escutando rádios da Colômbia e noticiários dos principais veículos de comunicação daquele país e brasileiros. Mas foi verdade.

A comunidade mundial, não só do futebol, está unida e solidarizada com as famílias, os amigos e todas as vítimas. Reações e gestos dos mais diversos tomam conta das mídias sociais e dos veículos de comunicação. Como não se comover ou entristecer com tudo isso. Nos últimos, muitos tinham se encantado com a Chape e adotado o time como sua segunda equipe.

Atônito, triste e solidário a todos os envolvidos, a Chapecó, a Chapecoense, aos colegas jornalistas e ao nosso futebol. Um dia triste e inacreditável. Que tudo isso nos sirva de lição. Busquemos mais os gestos solidários, humanitários e de bondades. Sejamos mais toleráveis, tolerantes e humanos, de verdade. Força, fé e viva a Chapecoense, enternamente! Deus sempre no comando e no controle. Um dia que não deveria acontecer. Sejamos todos fortes e solidários. Obrigado Chape. Para sempre, Chape!

img_3461

Veja a lista dos jogadores que
estavam no voo da Chapecoense

Globoesporte.com

O acidente envolvendo o avião que transportava a delegação da Chapecoense para Medellín para a final da Copa Sul-Americana contra o Atlético Nacional transportava 81 pessoas, de acordo com informações das autoridades colombianas. Ainda não há informações oficiais sobre o número de mortos, mas sabe-se que três jogadores foram resgatados com vida e estão no hospital: o goleiro Follmann, o zagueiro Neto e o lateral Alan Ruschel. O goleiro Danilo chegou a ser resgatado com vida, mas segundo informações do SporTV, não resistiu. A Aeronáutica colombiana confirma ainda outros três sobreviventes: o jornalista Rafael Henzel e dois integrantes da tripulação do voo: Ximena Suárez e Erwin Tumiri. Veja abaixo os integrantes da delegação da Chapecoense que estavam no voo, incluindo o técnico Caio Júnior.

Alan Ruschel (LAE)
Follmann (GOL)
Neto (ZAD)
Danilo (GOL)
Gimenez (LAD)
Bruno Rangel (ATA)
Marcelo (ZAD)
Lucas Gomes (ATA)
Sergio Manoel (VOL)
Filipe Machado (ZAE)
Matheus Biteco (VOL)
Cleber Santana (MEC)
William Thiego (ZAE)
Tiaguinho (ATA)
Josimar (VOL)
Dener (LAE)
Gil (VOL)
Ananias (MEC)
Kempes (ATA)
Arthur Maia (MEC)
Mateus Caramelo (LAD)
Aílton Canela (ATA)
Caio Júnior (TEC)

img_3460

Veja a lista dos 21 jornalistas
que estavam no voo da Chapecoense

Globoesporte.com
O avião que transportava a delegação da Chapecoense para Medellín, na Colômbia, levava a bordo 21 profissionais de imprensa que iriam cobrir a final da Copa Sul-Americana contra o Atlético Nacional, de Medellín, na noite de quarta-feira. De acordo com informações das autoridades colombianas, Rafael Henzel, narrador da Rádio Oeste Capital FM, foi resgatado com vida e encaminhado a um hospital.

A diretora da emissora de Chapecó, Luciana Lang, confirmou a informação. Ao receber um telefonema do hospital, a diretora foi informada de que Rafael sofreu ferimentos no tórax e no tornozelo esquerdo. Ele iria passar por uma cirurgia.

– Não sabemos mais detalhes. Estamos aguardando mais informações. Uma comitiva brasileira, inclusive com o prefeito de Chapecó, Luciano Buligon, está indo para a Colômbia e seremos informados – disse Luciana.

A queda da aeronave ocorreu na madrugada desta terça-feira. O avião da LaMia decolou de Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, com 81 pessoas a bordo: 72 passageiros e 9 tripulantes. Segundo autoridades colombianas, há 75 mortos e seis sobreviventes.

Veja abaixo a lista com os profissionais de imprensa que estavam no voo:

victorino, fox (Foto: Reprodução)

Victorino Chermont (FOX)
Repórter, tinha 43 anos e estava na Fox Sports. Trabalhou na Rádio Globo e SporTV até 2012, quando mudou de emissora.

Lilacio Pereira Jr. (FOX)
Aos 48 anos, Lilacio era conhecido por Jumelo. Tinha a função de coordenador de transmissões externas.

rodrigo santana, fox (Foto: Reprodução)

Rodrigo Santana Gonçalves (FOX)
Rodrigo era repórter cinematográfico da emissora. Tinha 35 anos.

Deva Pascovicci, fox (Foto: Reprodução)

Devair Paschoalon (FOX)
Narrador da Fox Sports, tinha 51 anos e nasceu em Monte Aprazível, São Paulo. Era conhecido por Deva Pascovicci. Começou narrando por emissoras do interior até chegar à extinta TV Manchete, no início dos anos 90. Em 1995 foi para o SporTV e ficou até 2004. No ano seguinte, foi para a CBN e estava desde o início de 2016 na Fox.

Mario Sérgio programa Arena (Foto: Editoria de Arte)

Mário Sérgio (FOX)
Ex-jogador e ex-treinador, era comentarista do canal de TV Fox Sports. Tinha 66 anos. Defendeu a seleção brasileira e atuou por Flamengo, Vitória, Fluminense, Botafogo, Internacional, São Paulo, Palmeiras, Grêmio,  entre outros.

paulo julio clemant, fox (Foto: Reprodução)

Paulo Julio Clement (FOX)
O jornalista Paulo Julio Clement, 51 anos, que atualmente estava no Fox Sports, havia trabalhado no Sistema Globo de Rádio como diretor de esportes. Na imprensa escrita, passou também pelos principais jornais do Rio de Janeiro, como O Globo, como repórter, e Jornal do Brasil, como editor de Esportes. Também trabalhou no Marca Brasil, como editor.

guilherme marques, tv globo (Foto: Reprodução)

Guilherme Marques (TV Globo)
Completou 28 anos no último dia 25 de novembro. Estava na Globo desde 2013. Estudou na Escola Parque e se formou em jornalismo pela PUC Rio. Foi estagiário do GloboEsporte.com e passou pela TV Brasil antes de voltar à Globo para trabalhar como produtor e repórter esportivo da TV. Carioca, era apaixonado por samba e futebol. Cobria principalmente os clubes do Rio. Na Rio 2016, foi destacado para cobrir as partidas do vôlei de praia.

Guilherme Laars, tv globo (Foto: Reprodução)

Guilherme Van der Laars (TV Globo)
Completou 43 anos no último dia 20 de novembro. Trabalhou no LANCE! e no Jornal Extra antes de se tornar produtor esportivo da TV Globo. Trabalhava na equipe do ”Esporte Espetacular”. Foi um dos responsáveis pela série “A base”, que fez uma análise profunda sobre os problemas do futebol brasileiro. Deixa dois filhos e a esposa Carol, grávida do terceiro.

ari, repórter cinematográfico tv globo (Foto: Reprodução)

Ari de Araújo Jr. (TV Globo)
Era reconhecidamente um dos mais talentosos profissionais de imagem do Brasil. Nasceu em Trindade, no estado de Goiás. Começou como porteiro na TV Serra Dourada, afiliada do SBT. Virou repórter cinematográfico na TV Anhanguera, afiliada da Rede Globo. Depois de passar pela Globo São Paulo, estava na Globo Rio desde 2012. Seu trabalho mais conhecido foi o programa Planeta Extremo. Participou da cobertura de Copa do Mundo e Olimpíada. Tinha 46 anos e deixa três filhos.

Laion Espíndola, repórter globoesporte.com (Foto: Reprodução)

Laion Espíndola (GloboEsporte.com)
Nascido em 23 de outubro de 1987, Laion era jornalista do GloboEsporte.com. Antes, trabalhou nos jornais O Sul e Correio do Povo. Também passou pelo Grupo RBS, todos em Porto Alegre. Atuava como setorista da Chapecoense há dois anos.

Giovane Klein Victória, repórter rbs tv (Foto: Reprodução)

Giovane Klein Victória (RBS)
Repórter da RBS TV, o jornalista tinha 28 anos. Havia trabalho também na TV Pampa, em Porto Alegre.

André Podiacki, repórter, diário catarinense (Foto: Reprodução)

André Podiacki (RBS)
Natural de Florianópolis, André era repórter do jornal Diário Catarinense desde 2011. Tinha 26 anos e atuava como setorista da Chapecoense.

bruno mauri, técnico externas da RBS TV (Foto: Reprodução)

Bruno Mauri da Silva (RBS)
Técnico de externas, estava na emissora desde 2012. Atuou ainda como operador técnico. Tinha 25 anos.

djalma araújo, repórter cinematogrático da RBS TV (Foto: Reprodução)

Djalma Araújo Neto (RBS)
Aos 35 anos, era repórter cinematográfico da RBS TV. Tinha 13 anos de empresa. Deixa dois filhos, de 5 e 12 anos.

Gelson Galiotto (Rádio Super Condá)
Narrador da emissora.

Edson Luiz Ebeliny (Rádio Super Condá)
Repórter da emissora.

Fernando Schardong (Rádio Chapecó)
Narrador da emissora.

Douglas Dorneles (Rádio Chapecó)

Comentarista da emissora.

Jacir Biavatti (RIC TV e Rádio Vang FM)
Era comentarista esportivo da TV há quatro meses. Viajou para fazer a cobertura da partida para a rádio.

Renan Agnolin, Rádio Oeste Capital (Foto: Reprodução)

Renan Agnolin (Rádio Oeste Capital)
Aos 27 anos, Renan atuava como repórter da rádio apenas em jogos da Chapecoense. Ele também trabalhava para a Ric TV, afilhada da TV Record em Chapecó. Ancorava o programa Jornal do Meio-Dia.

Narrador Rafael Henzel foi resgatado com vida do acidente (Foto: Reprodução/Facebook)

Rafael Henzel (Rádio Oeste Capital)
Narrador da rádio, Rafael tem 43 anos, é casado e tem um filho de nove anos. Começou a carreira aos 17 anos na rádio. Após sair de Chapecó, trabalhou no Rio e em Volta Redonda. Voltou para a cidade catarinense há seis anos. Tem um programa diário, chamado Som e Café News. Acompanha a Chapecoense em todas as viagens.

 

Sim, eu sou Flamengo desde 1987!

0

Sim, eu sou Flamengo, desde 1987! Estamos vivendo a reta final do Brasileirão 2016, faltam 7 rodadas para o fim e a última e derradeira será no dia 4/12, caso o STJD, o Tribunal Superior da Justiça Desportiva, não seja ativo e ativado e postergue, embargue, adie ou realmente manche o Campeonato. Enfim, apesar de todo o extra-campo e jogo de bastidor, o Palmeiras é o líder absoluto, com o Flamengo em segundo, Atlético e Santos seguem na cola, mesmo que distante do favorito, Verdão. Mas antes que acabe, da maneira como for, me senti inspirado a escrever esse texto. E como pessoa física, na minha casa ou no estádio, em dia de folga, eu sou rubro-negro. E esse amor incondicional, essa paixão e até devoção nasceu em 1987. E com certeza, meus amigos, seguidores, e leitores, essa emoção me fez se apaixonar e enveredar pelo jornalismo esportivo. Mas o assunto é amor, raça e paixão. E nos fará refletir sobre como um clube se torna grande, conquista torcedores e faz história.

FUTEBOL - RIO - ZICO, jogador do Flamengo, comemora gol no Maracana - Foto: Ari Gomes
FUTEBOL – RIO – ZICO, jogador do Flamengo, comemora gol no Maracana – Foto: Ari Gomes

Em 87, aos 8 anos, acompanhei pela primeira vez de fato, a campanha do Flamengo, motivado pelo meu pai, Rômulo Freire, e mais ainda pelo meu primo mais velho, Neto (Manoel Marques). E como não se encantar com o futebol do maior de todos, Zico? Fala pra mim? Maestro, artilheiro e guerreiro rubor-negro. E as arrancadas e os gols do Renato Gaúcho? E o velho Andrade? Os garotos Bebeto e Zinho? Aquela máquina rubro-negra era demais. Um time vencedor e imbatível, e um ídolo, Zico. Uma torcida sensacional na arquibancada que canta, grita e leva o time nos braços o tempo inteiro. Nas vitórias e nas derrotas, “Conte comigo, Mengão, acima de tudo Rubro-Negro”!!!

torcida-do-flamengo-no-maracana-rio-de-janeiro-2352

Amor, paixão, devoção são motivados por times vencedores e por ídolos, principalmente no início. E desde então, encontrei um dos grandes amores e orgulhos da minha vida. Sofri muito anos seguidos depois. Vivemos dias de tristezas e decepções. Isso não pode ser esquecido ou omitido. Perdemos jogos, campeonatos, clássicos. Fomos surpreendidos até em finais, quando éramos imbatíveis. Libertadores, Carioca e Brasileiro. Viramos piadas e chacotas de Vampetas, Ronaldinhos, Renatos, presidentes e tantos que nos crucificaram, processaram e nos colocaram em maus bocados.

Nos reiventamos, desde a chegada da famosa Chapa Azul, com Walin, Godinho, Bandeira e tantos outros com o apoio do Galinho. Negociamos dívidas, fizemos acordos, viramos exemplo e case para o Brasil. Somos os maiores arrecadadores de patrocínios e ganhos com TV, e voltamos a ser o sonho de qualquer jogador de futebol profissional. Pagamos em dia e não fazemos loucura. Contratamos, temos um grupo para ser campeão. Sonhamos dia a dia com o Hepta. Vamos acreditar até quando tivermos 1% de chance.

Torceremos até o último minuto. E mesmo que não vençamos, o nosso amor, a nossa devoção e paixão, continuará ainda mais forte. Pois somos grandes, fiéis e verdadeiros. Somos povo, elite, de todo o Brasil. Do Norte, Nordeste, Sul, Sudeste, somos Rio de Janeiro. Somos Flamengo até morrer! Ô Ô Ô Ô, VAI PRA CIMA DELES MENGÔ!!! Restam 7 jogos em 2016, talvez até 8, se precisarmos enfrentar o Fluminense mais uma vez. E teremos a nossa casa de volta. E meu “cumpade”, o Maraca é nosso e vamos fazer e ouvir POEIRA!!!! Senta a Pua, Mengão!!!! Zé Ricardo, Diego, Vizeu, Arão, Jorge, Guerrero, Rever, Vaz, Márcio Araújo, Mancuello, Pará, Cirino, Gabriel, Everton, Allan Patrick, Muralha, Kuellar, Juan, Donatti, Rodinei e todos os demais, obrigado! Vista o “MANTO” sejam rubro-negros até o fim!!!!

Tenha objetivos e desejos claros e lute para conquista-los

0

Tenha objetivos, desejos e lute para conquista-los! Na real, seja e busque o que realmente você deseja. Mais do mesmo? Clichê? Besteira? Nada disso. Sempre é bom falar sobre o assunto, debater o tema e pregar o que é certo e faz bem. Na vida, precisamos ter bem claro em nosso dia a dia quais são nossos objetivos, desejos e por que nós lutamos. Seja sincero, real e lute incansavelmente para que tudo dê certo. Seja claro, verdadeiro e um guerreiro. Não culpe, busque soluções. Seja pró-ativo, sempre. O mundo precisa de solucionadores de problemas.

A verdade e a clareza das ideias são fundamentais para o resto. Trabalhe, estude e siga por razões que te impulsione a ser melhor e realizado. Construa sua estrada de uma forma a aproveitar cada momento na caminhada e saiba que nem sempre ela será bacana, legal, mas te fará mais forte e te ensinará muito. Não acredite em realização sem esforço. Motive e seja motivado a seguir e tenha certeza que você é motivado por algo e por alguém e vai motivar outras pessoas. É a lei da vida.

ser-feliz1

Se encaixe em um grupo, uma equipe, turma que você realmente se identifique e tenha vontade e motivação para ajudar, contribuir e produzir. Seja produtivo e busque ser eficiente, ensinando e aprendendo. Estude, pesquise, aprenda, evolua e faça acontecer. Não é o mais forte ou mais inteligente que persevera, mas o que consegue se adaptar e continuar competitivo em todas as mudanças e evoluções da vida.

39e6d2a57675b46a6dc737eb68cf6d05

Procure saber conviver em grupo, se relacionar com as pessoas e valorize os conceitos básicos da boa educação. Seja cordial, educado e prestativo. Sorria e faça pelo próximo o que gostaria que fosse feito para você. Em tempos de dificuldades e crises, tenha certeza, a união faz a diferença e é preponderante. Valorize a humildade e aprenda a todo instante com tudo e com todos. Agradeça, seja grato, fiel e continue. Não pare. Não desista e persevere. Levante tantas vezes forem necessárias e faça com que o seu caminho seja feliz, real e consistente.

motivacao-forca-e-coragem

Vale a pena pensar, refletir, meditar e agir. Seja ativo e busque sempre uma vida mais saudável, que faça com que você oxigene bem o cérebro, pense melhor e reflita. Palavras, pensamentos e ideias são fortes e poderosas desde que gerem atitudes conscientes e reais. Senta a Pua! Avante!

frases-de-mahatma-gandhi

Comunicação é fundamental e não opcional

0
Modern infographic template. Colorful social media icons form the shape of the light bulb. File is saved in AI10 EPS version. This illustration contains a transparency.

Freire Neto – Jornalista

A comunicação é essencial. Fundamental. E até mesmo vital para qualquer empresa. Na minha vida profissional tive vários gurus corporativos, que ao longo dos anos e do convívio, sempre me ensinaram bastante a ser competitivo e buscar sobrevivência no meio corporativo, empreendendo e seguindo em frente. E uma das coisas que mais ouvi: mostre o quanto fundamental é o seu serviço e o que você faz. E como comunicador a cada dia tenho a certeza disso. Pode parecer simples, bobagem ou desnecessário falar sobre isso para alguns, mas com certeza não é. Muitos problemas, desentendimentos, resultados ruins e fracassos poderiam ter sido evitados se existisse uma comunicação eficiente e frequente na equipe e entre equipes. Vamos parar, pensar e buscar soluções.

cursoToda e qualquer empresa, grupo, entidade, departamento, família e instituição necessita criar uma relação saudável, positiva e eficiente e se comunicar bem contribuem para o êxito. Estar em sintonia e afinado com o desejo, os objetivos, as expectativas e as orientações do líder ou da liderança colaboram para esse pensamento. Para isso, precisamos desenvolver canais, ferramentas e meios para viabilizar e realizar esta comunicação.

A informação desejada precisa ser distribuída da melhor maneira possível e com possibilidades reais de feedback, discussão e compartilhamento. Quem emite precisa “ouvir” quem recebe e vice-versa. Para se fazer entender e progredir. Para poder agregar, construir e desenvolver ideias. Para poder conquistar, vencer, vender e ser eficiente. A comunicação está em tudo o que fazemos e precisamos fazer. Você aceita sugestões? Você fala, escreve ou se comunica com sua equipe e com toda sua empresa?

Os integrantes de um time, corporativo ou não, precisam ouvir e falar, se entender. Os comunicacaolíderes, gestores e até os CEO precisam estar em contato de forma simples e eficaz. Para isso, se faz necessário criar canais de comunicação viáveis, atualizados e ativos, geridos de forma prática, objetiva e ininterrupta. Comunicação é vital.

Seja por email, rede interna, mural, jornal impresso, rádio interna, tv corporativa, podcasts, youtube, reuniões e palestras, a comunicação precisa existir e ser frequente. Planeje a comunicação da sua empresa, da sua equipe, da sua família e até dos seus amigos e grupos. Busque as soluções práticas, objetivas, simples e realizáveis. Extermine as fofocas, intrigas, os boatos, insinuações. Centralize a comunicação nos “meios” oficiais estabelecidos e definidos e contribua para que os mesmos sejam feitos de uma maneira que dê os resultados desejados e façam com que a comunicação flua.

Print

Em todas as grandes e mais eficientes empresas que eu tive a satisfação de conhecer ou prestar serviço, a comunicação era tratada como prioridade, gerida por especialistas e valorizadas pelos seus líderes. O diretor, coordenador, assessor ou gestor de comunicação tem cargo de confiança e recursos para conseguir tornar a empresa informada. Com isso, todos passam a ter as informações e o conteúdo importante para o seu dia a dia, conhece os interesses e os projetos da empresa. Todos ganham.

comunicacao1

Um “time” unido e em comunicação com certeza se tornará mais motivado e verdadeiramente eficiente. Os departamentos, os parceiros, os grupos, as empresas precisam ter união e estarem em ressonância. Evitemos as ilhas isoladas e a competição degradante e desagregadora. Comunicando e informando evitamos intrigas, desentendimentos e achismos.

Vamos pensar em soluções? Como vai a comunicação do seu negócio, da sua empresa, do seu departamento? Você ouve e é ouvido? Você lê e é lido? Se existir abertura para priorizar e realizar a comunicação não pense duas vezes. Faça, execute, aprimore e sugira. Senta a Pua!

#BoraCorrerFreire: A sociedade está doente e precisar se reeducar!

0

Estamos chegando em setembro, é o nono mês do ano! Já marquei um objetivo para 2016, 21 k Golden Run em Brasília, no dia 13/11. Fortalecimento, funcional e educativos de corrida para estar bem e forte para correr, com a ajuda do meu primo e parceiro Costa Júnior (OFC Studio / Team OFC). A recuperação do tornozelo torcida, fisioterapia, foi finalizada em abril/maio. Os treinos de corrida, com o apoio e sob as orientações do amigo e parceiro Allan Carlos, estão sendo retomados aos poucos e com cautela, sem pressão ou pressa. Esta semana foi especial, cinco dias de treinos – 2 de funcional e 3 de corrida. E domingo é dia de Longo, o maior treino, ou a maior rodagem da semana. Saí pra fazer 12km, mas finalizei com 10km. Vamos compensar nesta semana que se inicia.

Mas o motivo desse post é comentar algo triste e decepcionante, mas que temos que coibir e buscar melhorar e quem sabe erradicar. Em quase 90% das cidades não é fácil correr nas ruas e em Mossoró/RN, onde moro desde setembro de 2014, muito menos. No domingo, a prefeitura ainda fecha e sinaliza um trecho da Avenida Rio Branco, no famoso corredor cultural, mas um percurso muito curto e congestionado. Disputado por ciclistas, patinadores, crianças, corredores e caminhantes. Além de motos e carros comandados por “desavisados”ou aqueles que não respeitam mesmo e não estão nem aí.

running-alimentacion-corredores1

A falta de respeito e de educação aliás são o principal motivadores desse texto. Com tanto trânsito e confusão no Corredor Cultural, segui o caminho para o Partage Shopping, pra finalizar o treino no Thermas – 10km no total. Da Rio Branco até a frente do Shopping foram cerca de 4 km. E nas proximidades do Nogueirão, um motorista e sua Ranger fez questão de quase me espremer no canteiro, enquanto atravessava e pra completar me presentear com vários palavrões e homenagens: “Vai pra casa…; sai da frente…;@#$%ˆ*&!!”.

Domingo, final de tarde, início de noite, ruas e avenidas quase sem trânsito e indivíduos mal educados e egoístas ainda reinam, gritam, jogam veículos e descarrega suas frustrações, decepções e desencantos em quem busca uma vida saudável e cumprir suas metas e treinos. Calma, paciência, respira e segue em frente. Andando e correndo, mas continuando em frente.

14141765_524154144450031_2142306862845067501_n

Ao contrário do que esses ignorantes e desequilibrados acham, o pedestre sempre tem ou deveria ter prioridade, pelo menos em uma sociedade civilizada e educada. Ou pelo menos ser respeitado. Por isso amigo corredor e caminhante, exercite-se com cuidado, na contra-mão dos veículos para ter uma melhor visão, evite fones de ouvido para se concentrar no exercício e não perder a atenção no trânsito. Realize seus treinos sempre sob o acompanhamento de profissionais capacitados e responsáveis. Respeite seus limites e busque ser exemplo para o próximo. Cuide da sua saúde agora e tenha qualidade de vida.

Antes de sair pra “pista”, meu filho Davi de quase 3 anos, pediu para ir comigo. “Agora não Davi, em breve você vai correr com o papai. Tá bom?”. Resposta: “Certo Papai. Volte logo!”. Graças a Deus, finalizei em paz e segurança e pude brincar a abraçar meus filhos, Laura e Davi dos Anjos, curtindo alguns bons minutos nas piscinas termais de Mossoró. Mas se aquele motorista da Ranger, que além de jogar o carro para cima de mim, numa pista quase vazia, estivesse com o seu filho ou com uma criança, qual o exemplo que ele quis passar? Pare, pense. Viva e deixe viver! Senta a Pua! Boa semana e bons treinos!

Ações e projetos de política esportiva. Sonho? (Esportes E AÇÃO)

0

Precisamos de uma política desportiva! Estamos a pouco mais de 30 dias das eleições municipais em todo o Brasil. Acompanhamos recentemente as Olimpíadas do Rio 2016, nos emocionamos, torcemos, reclamos e festejamos 19 medalhas e lamentamos muitas outras perdidas e até sonhadas. Como vão as nossas praças desportivas? E o incentivo ao esporte nas escolas municipais? Existem projetos, ideias e uma política desportiva para nossas crianças e adolescentes?

Os benefícios dos esportes para a sociedade nem preciso enumerar, todos já sabem de cór e salteado. Não precisamos aqui criar a roda ou pensar em ideias mirabolantes. Existem muitas cidades no Brasil mesmo com projetos vencedores, verdadeiros exemplos. Países com políticas e trabalhos sensacionais, que poderíamos muito bem copiar, aprender, buscar intercâmbio e tentar implantar em nossas cidades nordestinas e potiguares, por que não?


Para isso é preciso ter atitude, pessoas e gestores interessados em vencer a luta contra as drogas. Criar uma geração saudável, ativa e que multipliquem exemplos positivos e pró-ativos. Resultados em competições e em Olimpíadas são apenas detalhes, o fundamental é contribuir para a saúde, o bem estar e a qualidade de vida do nosso povo. Praças desportivas, clubes, escolas preparatórias e geradoras de atleta.

Vamos acreditar? Vamos lutar, vamos criar e sugerir. Tenho certeza que se quisermos, de verdade, e lutarmos por isso, podemos vencer e criar soluções e incentivar aqueles guerreiros que apesar de todas as dificuldades conseguem implementar, ensinar e ajudar no desenvolvimento do esporte. Então candidatos, assessores, gestores e líderes, vamos criar uma política desportiva, cuidar das nossas praças, melhorar e implementar novas ideias e projetos. É importante para mim, para você, para nossos filhos netos e para toda a sociedade.

Parabéns meu pai!

0

Como esquecê-lo? Estás bem melhor do que nós, é verdade. E hoje, 15 de agosto, sempre celebrarei o seu dia, enquanto vivo eu for. Sua história continua conosco e seremos o espelho do espelho que foste. Em momentos difíceis, fáceis, em momentos tristes, ou felizes, suas palavras, seus ensinamentos e suas lições são lembradas e ressaltadas. Um beijo grande meu pai, meu herói, meu amigo e inspirador, Rômulo de Souza Freire.

Busquemos evoluir, aprender com os erros e lembrar dos bons e belos momentos. São 6 anos de saudades e seis anos de evolução, luta e aprendizados. Os amigos e familiares também recordam e relembram suas histórias e suas lembranças. E sempre que vejo meus filhos e estou com eles, vejo sua energia e seu sorriso conosco.

Abrace, beije e aproveite cada momento com os seus pais. Valorize, respeite e procure dialogar e entender os seus pedidos e motivos. Viva e lute por sua família, pela harmonia e união. Sem essa de achar que todos os dias são iguais e desprezar as datas comemorativas e oportunidades de reunir seus irmãos, pais, primos, tios, sobrinhos. Aproveite bem cada chance de estar junto de que te amo e merece seu amor e sua atenção.

Viva nossos pais, familiares, amigos verdadeiros. Viva a família. Obrigado por tudo meu Deus. Tudo acontece porque tem que acontecer, no tempo que tem que ser. Seja bom e faça o bem. Senta à Pua!

SONY DSC
Nosso último Natal juntos, em 2015, na casa de Seu Ademir e Dona Catarina

Block title

Fiat Argo começa a vender e empolgar Concessionários

Fiat Argo cresce nas vendas e obtém destaque no...

Os 5 motivos para comprar um Toyota Corolla

5 motivos para comprar um Toyota Corolla! Pesquisas com...

Novidades do Polo que chega em novembro

Novidades do Polo que chega em novembro! O Polo...

Papo de Tênis: Finais do US Open 2017

Papo de Tênis: Finais do US Open 2017 Vão começar...